Minicurso 5 (MC-5)


Blockchain e a Revolução do Consenso sob Demanda

Horário: 10/05/2018 (Quinta-feira) – 14:00 às 18:00

Autores: Fabíola Greve (UFBA), Leobino Sampaio (UFBA), Jauberth Abijaüde (UESC), Antônio Coutinho (UEFS), Italo Valcy (UFBA) e Sílvio Queiroz (UFBA)

Apresentadores: Fabíola Greve e Leobino Sampaio

Resumo: Blockchain é uma tecnologia emergente que oferece suporte distribuído confiável para realização de transações com compartilhamento de dados entre participantes que não necessariamente têm confiança entre si e que estão dispersos em larga escala numa rede P2P. Tem sido considerada uma das tecnologias mais disruptivas, pois cria digitalmente uma entidade de confiança descentralizada, com potencial para substituir entidades certificadoras e centralizadoras das transações de negócios, tais como os bancos, governos, cartórios, etc. O blockchain introduz o novo paradigma do consenso sob demanda, onde, o conjunto de nós da rede P2P concorda com a ordem em que os blocos de transações vão sendo agregados à corrente de blocos, proporcionando um ambiente distribuído confiável, seguro, escalável e imutável para a realização e armazenamento de transações na Internet. O potencial de transformação é imenso e aplicações estão surgindo a partir desta tecnologia em diversos setores: finanças, saúde, artes, governo, etc., além da própria computação: IoT, protocolos de redes, etc. Por outro lado, diversos desafios estão postos e envolvem segurança, privacidade, armazenamento, disponibilidade, melhoria de desempenho, crescimento em escala, sustentabilidade, além de outros. Neste minicurso, iremos apresentar a tecnologia do blockchain, seus principais conceitos, desafios e aplicações em alguns contextos. Nunca houve curso de Blockchain no SBRC. As pesquisas são recentes e a tecnologia emergente. Nosso foco, então, será de apresentação dos conceitos fundamentais, com apresentação dos algoritmos, mecanismos e plataformas de desenvolvimento existentes para blockchains públicos (Bitcoin, Ethereum) e privados (Hyperledger), além de avanços e desafios em pesquisas em cada área. Especial ênfase será dada aos protocolos de consenso distribuído para manutenção da máquina de estados replicada (elemento chave do blockchain), além de uso da tecnologia no contexto de Internet das coisas e protocolos de rede, considerando aspectos de segurança.