WPEIF – IX Workshop de Pesquisa Experimental da Internet do Futuro


APRESENTAÇÃO

A Internet está presente no dia-a-dia das pessoas e provoca um profundo impacto na sociedade. A tecnologia atualmente disponível permite que cada pessoa esteja conectada à Internet com dispositivos móveis, equipados com múltiplas interfaces de rede e com diversos sensores abrindo espaço para a criação de sistemas ciber-físicos que permitirão uma nova onda de serviços e aplicações.

Em razão da evolução tecnológica, as novas arquiteturas de rede serão, cada vez mais, baseadas em software e em uma infraestrutura compartilhada utilizando: a computação em nuvem e em névoa, redes definidas por software, virtualização das funções de rede, rádios definidos por software e pontos de troca definidos por software. A próxima geração das redes móveis de telecomunicações, chamada 5G, desde sua concepção está baseada em um conceito de uma rede particionada sobre a mesma infraestrutura visando atender os requisitos específicos de cada mercado.

A infraestrutura e as redes estão se tornando mais flexíveis e reconfiguráveis, com foco nos novos requisitos que as aplicações impõem sobre as mesmas. Nesse cenário, o software assume cada vez mais um papel relevante, permitindo a programação, tanto das redes quanto da infraestrutura.

A Internet do Futuro é um conceito amplo que envolve a infraestrutura, as redes e as aplicações que provocarão um enorme impacto na sociedade. A tendência é que a próxima geração da Internet seja composta pela coexistência de múltiplas arquiteturas, com focos em requisitos específicos, utilizando uma infraestrutura compartilhada e programável.

Diante desse cenário nos Estados Unidos está em curso uma iniciativa que visa oferecer o suporte à pesquisa experimental para a Internet do amanhã, na Europa diversas iniciativas ligadas à pesquisa experimental vislumbram a pesquisa para a próxima geração da Internet. No Brasil há o ambiente FIBRE (https://fibre.org.br/) e iniciativas como os projetos FUTEBOL (http://www.ict-futebol.org.br/) e 5GINFIRE (https://5ginfire.eu/), criados no âmbito de colaborações entre Europa e Brasil.
Essas iniciativas abrem um novo ciclo da pesquisa experimental para as redes do futuro, com foco nos vários desafios de pesquisa ainda existentes. Criam condições para a experimentação e a execução de pilotos em larga escala e podem ainda beneficiar a indústria e fomentar a inovação.

O Workshop de Pesquisa Experimental da Internet do Futuro (WPEIF) tem como objetivo criar um fórum de discussões e trocas de informações, conhecimento e experiências sobre pesquisa experimental relacionada às redes do futuro e promover a pesquisa experimental neste tema dentro da comunidade de redes de computadores.


TÓPICOS DE INTERESSE

O WPEIF convida autores a submeter trabalhos de pesquisa originais e inovadores, mesmo que ainda em andamento, relacionados com a pesquisa sobre a Internet do futuro tanto do ponto de vista da infraestrutura, como da arquitetura e protocolos, como das aplicações.

Os tópicos de interesse incluem uma variada gama de tópicos. A lista a seguir descreve alguns exemplos:

  • Infraestruturas Definidas por Software
  • Novas Arquiteturas de Rede
  • Novas técnicas, mecanismos e algoritmos relacionados a aspectos como: Segurança, Mobilidade, Gerência de Rede, QoS e QoE
  • Novas Aplicações construídas sobre novas arquiteturas de rede
  • Redes Definidas por Software (SDN)
  • Rádio Definido por Software (SDR)
  • Redes Sem Fio definidas por software (WSDN)
  • Redes Programáveis (OpenFlow, P4)
  • Próxima Geração das Redes Móveis de Telecomunicações (5G)
  • Redes Autônomas
  • Virtualização de Rede e de Funções de Rede (NFV)
  • Aplicações para Internet do Futuro e aplicações para Internet das Coisas
  • Aplicações envolvendo ambientes inteligentes (Smart Cities, Smart Home, Smart Agriculture, Smart Industry, Smart Energy)
  • Pesquisa e avaliações experimentais em diferentes infraestruturas como: FIBRE, GENI, FIRE, FIWARE Lab, PlanetLab, etc.



INFORMAÇÕES PARA AUTORES

A submissão de trabalhos será exclusivamente eletrônica pelo sistema JEMS. Os artigos podem ser escritos em português ou inglês, exclusivamente no formato PDF. O texto deve conter até seis (6) páginas, incluindo resumo (e abstract para artigos em português), figuras, diagramas, referências e anexos. A formatação deve seguir o padrão da SBC.

Artigos submetidos ao WPEIF serão avaliados pelo comitê de programa do Workshop e os melhores serão selecionados para apresentação e publicação nos anais do evento.

Ao menos um dos autores de cada artigo selecionado deverá se inscrever no SBRC e no WPEIF, bem como apresentá-lo no evento.


DATAS IMPORTANTES

Prazo para Submissão de Artigos: 16/03/2018
Notificação dos artigos aceitos: 06/04/2018
Envio da versão final: 14/04/2018
Data de Realização do Evento: 06/05/2018 (Campos do Jordão, SP)


SUBMISSÃO

JEMS – https://submissoes.sbc.org.br/sbrc2018_wpeif


COMITÊ DE PROGRAMA

  • Aloizio Pereira da Silva – Faculty of Engineering, University of Bristol, Inglaterra
  • Cristiano Bonato Both – Instituto de Informática (INF), Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA)
  • Daniel Nunes Corujo – Instituto de Telecomunicações (IT), Universidade de Aveiro (UA), Portugal
  • Diogo Nuno Gomes – Instituto de Telecomunicações (IT), Universidade de Aveiro (UA), Portugal
  • Dorgival Olavo Guedes Neto – Departamento de Ciência da Computação (DCC), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
  • Eduardo Coelho Cerqueira – Faculdade de Engenharia da Computação e Telecomunicações (FCT), Universidade Federal do Pará (UFPA)
  • João Henrique de Souza Pereira – Faculdade de Computação (FACOM), Universidade Federal de Uberlândia (UFU)
  • Joao Paulo Barraca – Instituto de Telecomunicações (IT), Universidade de Aveiro (UA), Portugal
  • Lucas Guardalben – Instituto de Telecomunicações (IT), Universidade de Aveiro (UA), Portugal
  • Luiz Claudio Schara Magalhães – Departamento de Engenharia de Telecomunicações (TET), Universidade Federal Fluminense (UFF)
  • Michael Anthony Stanton – Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP)
  • Natalia Castro Fernandes – Departamento de Engenharia de Telecomunicações (TET), Universidade Federal Fluminense (UFF)
  • Pedro Frosi Rosa – Faculdade de Computação (FACOM), Universidade Federal de Uberlândia (UFU)
  • Rafael Dias de Araújo – Faculdade de Computação (FACOM), Universidade Federal de Uberlândia (UFU)
  • Rodrigo Sanches Miani – Faculdade de Computação (FACOM), Universidade Federal de Uberlândia (UFU)
  • Rui Luís Andrade Aguiar – Instituto de Telecomunicações (IT), Universidade de Aveiro (UA), Portugal
  • Sergio Takeo Kofuji – Departamento de Engenharia de Sistema Eletrônicos (PSI), Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (EPUSP)
  • Vinicius da Cunha Martins Borges – Instituto de Informática (INF), Universidade Federal de Goiás (UFG)
  • Waldir Aranha Moreira Junior – Research Center for Assistive Information and Communication Solutions (AICOS), Fraunhofer, Portugal


ORGANIZAÇÃO

Antônio Jorge Gomes Abelém

Antônio Jorge Gomes Abelém (UFPA)

Coordenador do WPEIF

abelem@ufpa.br

Flávio de Oliveira Silva

Flávio de Oliveira Silva (UFU)

Coordenador do WPEIF

flavio@ufu.br

José Ferreira de Rezende

José Ferreira de Rezende (UFRJ)

Coordenador do WPEIF

rezende@land.ufrj.br